sexta-feira, 25 de maio de 2007

"Mãe, lá no céu tem pão?

Falaram- me de uma criança,
Que no mais triste do sertão,
Onde a fome faz matança,
Disse: "Mãe, lá no céu tem pão?"

E após isto dizer,
Uma frase tão doída,
Veio nos braços de sua mãe morrer,
E partiu mais uma vida.

"Mãe, lá no céu tem pão?"
Nunca mais esquecerei,
De pensar parte o coração,
Pois mudar o futuro, talvez não conseguirei.

Qual será a dor,
De não ter o que comer,
Que vida sem amor,
Muitos na miséria tem que viver.

A criança cumpriu seu destino,
Morreu de fome, num país sem união,
Mas este será do Brasil um futuro hino,
"Mãe, lá no céu tem pão?"

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/


3 comentários:

Edinei Muniz disse...

Meu bom amigo, parabéns pelo blog. Ficou a sua cara. Manda ver, bota para fora toda a sensibilidade que vc tem aí dentro. Um grande abraço e boa sorte.

Anônimo disse...

LILIANE MUITO BONS GOSTEI MUITO

Debora Lima disse...

Você é um excelente poeta! Perdi as contas de quantos dos seus textos ja li! Virei fã do seu talento. A admiração que tenho por você como pessoa só cresceu depois de ler várias de suas obras primas.