segunda-feira, 18 de agosto de 2008

MEU PRIMEIRO AMOR

Um dia eu amei,
Alguém de verdade,
Mas num momento acordei,
E só havia em mim saudade.

Amei-la na infância,
Na minha inocência,
Eu ainda era criança,
Quando chorava com sua ausência.

Todos os dias eu pensava,
Naquele sorriso lindo,
As vezes nem acreditava,
Parecia que eu estava dormindo.

Eu amei-a tanto,
Como nunca amei ninguém,
Ela me fez viver em pranto,
Mas sempre lhe desejei o bem.

Eu era capaz,
De a vida por ela dar,
Agora já não dá mais,
O destino veio nos separar.
Queria poder retroceder,
E voltar ao meu passado,
Queria poder te ver,
Do jeito de quando eu era por ti apaixonado.

Lembro de cada dia,
De cada coisa que você fez,
Do beijo no meu rosto, que tanto me deu alegria,
Se eu pudesse viver tudo outra vez!

Perdoe-me por tudo,
Perdôo-lhe por nada,
A vida fez dar voltas o mundo,
Mas pra mim, serás, minha eterna amada...

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

terça-feira, 12 de agosto de 2008

MUSA DO POETA


(Para professora Gladis)

Alguma coisa em ti,
Me chamou a atenção,
Talvez seu modo de agir,
Fez-me sentir uma emoção.

Te vejo como musa,
E nada além mais,
Te vejo como um estrela confusa,
E ninguém me encantou assim jamais.

Seu rosto tão lindo talvez,
Quem sabe seu intenso olhar,
Escrever estes versos me fez,
E pra sempre te admirar.

Não sei quase nada sobre você,
E pouco me importa isto agora,
Só queria hoje te dizer,
Que és para o poeta uma doce aurora.

Você me encantou,
Não entendi ainda o motivo,
Não pense que fiquei apaixonado, por favor!
Pois um grande e verdadeiro amor eu vivo.

Só sei te dizer,
Que minha musa você é,
Parabéns por você ser,
Uma linda e deslumbrante mulher.

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

HOJE EU PRECISO TANTO DE VOCÊ (Soneto)

Hoje eu preciso tanto de você,
Preciso de seu doce ombro amigo,
Preciso de você caminhar comigo nesta estrada que sigo,
Queria só hoje, ao meu lado te ter.

Eu queria te ter hoje e só,
Poder compartilhar minha dor,
Poder te falar do sofrimento, saudade e amor,
Eu queria que você voltasse e tudo ficaria melhor.

Eu queria te ver só mais este dia,
Para rir contigo mais esta vez,
Preciso de ti para matar a saudade.

Queria-te de volta hoje pra meus sonhos serem verdade,
Só hoje, nem mais um dia, nem mais um mês,
Hoje eu preciso de você pra ter de volta minha alegria.

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

ESPERANÇA (Acróstico)

(Acróstico escrito para minha amiga Sarha, as iniciais formam o nome dela completo)

Sem ninguém para conversar,
A tristeza não me deixa em nada acreditar,
Rostos de esperança ficaram em mim,
Hoje, eu não sei por que tem que ser assim,
Ainda estamos sós, e o medo não tem fim.

Janelas e portas entreabertas,
Havendo o que há, tantas coisas incertas,
Estes são reflexos do mundo de nossos sentimentos,
Rumores do que há em nossos pensamentos
Sonhos que não realizaram-se ainda estão aqui dentro,
Yes-sim, há sonhos que as pessoas matarão,
Keepers-donos do universo elas não são,
A gente tem que lutar para salvar nosso coração.

Muitas vezes nós não entendemos a vida,
E choramos por não vermos saída,
Não vemos que sempre há esperança,
De voltarmos a ter os sonhos de criança,
E não entendemos onde está a alegria,
Somente nos perguntamos: “Quem nunca chorou um dia?”,

Lagrimas rolam e caem no chão,
Instantes ficaram na recordação,
Rios da vida, mas ainda há trevas luz,
Alguém por nós morreu um dia, seu nome: JESUS.

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

O AMOR...

O amor é como o igarapé que
Corre
       Escorre
                  Percorre
                              E não morre.

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/