segunda-feira, 18 de março de 2013

FINGIMENTO


A mesma mão que a afaga,
É a mesma que me aflige,
O que acende, apaga,
Quem diz tantas verdades, finge.

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blospot.com/

Um comentário:

Anônimo disse...

parabens///! sucesso!