terça-feira, 16 de julho de 2013

SOU CHÃO!

Um dia um sorriso me fez chorar,
Um dia uma lágrima já me fez sorrir,
Mas quando o dia terminar,
Quem vai estar aqui?

Talvez o frio nunca termina,
E há tanto medo que se venha o calor,
A vida não me ensina,
Se é verdade que existe amor.

Tenho numa mão uma enxada,
Para tirar todo entulho,
Na outra, não tenho nada,
É com que seguro o muro.

O medo aperta,
A dor sufoca,
A queda é certa,
Está tão longe aquela porta.

Já falei tanto,
Estou no mesmo caminho,
Quando olhei, vi só pranto,
Ajuda-me! Eu não vou sozinho.

Ainda quero água e pão,
É só o que preciso,
Sou terra, sou chão,
Oh, Deus! Sem ti não vivo...

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/
Escrito em 14 de Julho de 2013

2 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

Anônimo disse...

(sou chao)
classico de Oziel Soares.
site que edifica nao somente uma vida rotineira, mas sim edifica uma alma, ao ler palavras que entoa em nossos ouvidos como musica de avivamento são as palavras de um escritor complexo, sincero e q percebe-se realidade. são simplesmente suas palavras.. Oziel soares ..

sou sua aluna Luana..

curto de mas seu blog e quero vê muito mais.. :)