Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2015

INDECISÕES...

Eu tento todos os dias,
Ser o que não sou,
Se pudesse não faria,
Mas preso a essa mentira já estou.

Tenho que acreditar,
Em coisas que não acredito,
Tenho que ficar,
Se pudesses já haveria fugido.

Fingir que tudo está bem,
Quando na minha mente há uma tempestade,
Interesse eles não têm,
Querer saber da minha felicidade.

É sem sentido tudo isso,
Com todos esses adereços,
Sei que todos fingem compromisso,
Hipocrisia que não mereço.

Me sinto melhor no meu quarto,
Ouvindo minhas canções,
Dessas mentiras estamos todos tão fartos,
Incertezas, tormentas e indecisões...

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

VOLTAR...

Estou de volta aos meus problemas,
De volta aos meus dilemas,
Retorno aos meus medos e frustrações,
Aos meus poemas, às minhas canções...

Escrito em 19 fev. 2015
Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

TUDO O QUE HOUVE COM A GENTE...

E por que tem que ser assim?
Tão difícil e complicado?
Não conseguir tirar de si,
Não conseguir ser apagado?

É tão difícil ter memória,
Que assusta e atormenta,
Perceber somente agora,
Que a saudade só aumenta.

Na verdade não entendo,
Nem tão pouco entenderei,
Os sinais acabei não vendo,
E os motivos já nem sei.

É fácil dizer que tudo se vai,
É fácil nos primeiros momentos,
Depois vai doendo mais,
Depois vêm os tormentos.

Não sei o que será,
Nem ao menos o que sentir,
Mas quando isso tudo acabar,
Já não mais estarei aqui.

Viverei uma história diferente,
Pois já não vale a pena,
Tudo o que houve com a gente,
Na minha mente será só mais uma cena...

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

UM AMIGO QUE NÃO FUI...

Peço perdão por ter prometido estar perto.
Na verdade, não sei se tive algum dia.
Perdão por ter dito que estaria ao seu lado sempre que precisasse.
Tenho certeza que inúmeras vezes quisestes falar comigo e eu estava longe demais para te ouvir.
Te fiz tantas promessas, como tantos outros o fizeram.
Arrependo-me de não ter sido o amigo que pensei ser capaz.
A vida é estranha.
São tantas coisas, que esqueço até de mim.
Esquecendo-me, esqueço das pessoas que amo.
Esqueço daquilo que tenho de mais valioso.
Prometo não prometer-te mais nada que eu não possa cumprir.
Estarei aqui.
Tenha certeza que em algum lugar de mim você não foi esquecida.
E quando eu orar,seu nome será mencionado.
Tenho certeza que Ele cuidará de ti bem melhor do que eu...

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot;com/

DEMÊNCIA

Pai, não deixe que o  dia termine,
Sem que eu busque tua presença,
Por favor, aproveite e me ensine,
A fugir dessa demência.

Tenho achado-me impuro,
Outra vez pequei,
Estou outra vez no escuro,
Outra vez, aqui me achei.

Tenho estado ocupado,
Com coisas que deviam me levar a ti,
Mas sei que nesse meu estado,
Não posso te fazer sorrir.

Socorre-me pai!
Ajuda-me agora!
Minha força se vai,
Mas por favor não te demora.

Espero te encontrar,
Onde talvez eu perdi,
Poder te abraçar,
E viver para o que eu nasci...

Autor:Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/