segunda-feira, 17 de agosto de 2015

NÃO ME PEÇA...

Meu silêncio?
Não importa para vocês!
Como tudo que penso,
Já que quero fazer o que ninguém fez.

Para quê palavras?
Se nada é tão importante?
Se aqueles que tu amavas,
Agora já estão distante?

Meu mundo não é este,
É claro que não sou daqui,
Lutei sozinha para que eu não me perdesse,
E hoje tenho outro motivo para sorrir.

Algo maior me motiva,
Alguém que chamo de Deus,
Até o dia que ele quiser estarei viva,
Vivendo a vida que ele me deu.

Não me julgue tanto assim,
Não procurem me entender,
Aqui dentro de mim,
Definitivamente não depende de você.

Meu silêncio, queridos,
É melhor do que suas conversas,
Tenho dúvidas sobre a palavra amigo,
Responder-te? Não me peça!

Não peçam todos que aqui estão,
Você não tem direitos,
Vocês ensinam sobre o coração?
Ou só querem que sejamos perfeitos?

Esta perfeição que me cansa,
Alienação que nos mata,
Só sou mais uma criança,
Que não diferencia ouro e prata.

Às vezes só queria um abraço,
Outras um perdão,
Ou um pouco do silêncio que eu faço,
Mas que vocês nunca entenderão.

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

Um comentário:

Anônimo disse...

simplesmente linda poesia, as vezes o silencio e algo
que nao e pra entender, apenas se calar. parabens oziel.. sucesso sempre viu. e muito bom
leitores como eu entrar em seu blog e poder ver tantas postagens top..