segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

QUE SEU CANTO NÃO SE FINDE...

(Para a pequena Bigah)
Pequena grande cantora,
Que teu dom o sabes bem,
No fundo escondes a sonhadora,
E não a revelas a ninguém.

Às vezes temos que ser,
O que talvez não queremos,
Às vezes temos que nos esconder,
Ou outra vez sofreremos.

Mas saiba que existe alguém que precisa,
Ouvir a sua voz,
Pra que a chama se mantenha viva,
Aquela que arde em cada um de nós.

Às vezes Deus nos leva a caminhos,
Que entendemos jamais,
Às vezes ele permite que estejamos sozinhos,
Pra entendermos o que significa paz.

Ninguém nasce por um erro,
Papai do céu sabe o que fez,
E ainda que o futuro nos quase medo,
Confie nele mais esta vez.

Seja a voz no deserto,
O grito na multidão,
Sossego para os de perto,
E consolo para os que ainda te ouvirão.

Que seu canto não se finde,
Que sua voz não vá cessar,
E outra vez, antes que o dia termine,
Alguém que precisa te ouvirá...

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

Nenhum comentário: