sexta-feira, 17 de julho de 2015

MUROS...

Nossos muros são mais altos,
Do que nosso próprio "eu",
Antes era só dar um salto,
Sua função agora se perdeu.

Antes apenas nossas casas eram cercadas,
Hoje é a nossa mente,
Não há mais ruas ou estradas,
É a beira do precipício iminente.

Cada vez mais estamos sozinhos,
Protegidos talvez do mal,
Porém o pior dos espinhos,
Não está fora do quintal.

Nos protegemos do mundo,
Fugimos da realidade,
Perdemos a noção de tudo,
Nos isolamos da realidade.

Quando os derrubaremos?
E qualquer um poderá entrar?
Além dos muros que hoje temos,
No coração e naquilo que chamamos de lar...

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

Um comentário:

Anônimo disse...

As vezes nossa mente e um cativeiro. Cabe a nós msm com ajuda de Deus quebrar. Parabéns Oziel o senhor além de sábio e alguem q faz a diferença no mundo.

Of. Luana Brito..