domingo, 27 de março de 2016

NÃO HÁ COMO ACREDITAR DE NOVO...

E esta pessoa que insiste tanto,
Em querer voltar atrás?
Em fazer esquecer o pranto,
E agir como se não lembrasse mais?

A gente leva muito tempo,
Para de verdade esquecer,
Não há como em um momento,
Acreditar de novo em você.

É mentira dizer que mudou,
Porque palavras não muda nada,
E as lágrimas que se derramou?
E as horas sem sentir-se amada?

Não há como, velho amigo,
Ser o que já fomos,
E correr o mesmo perigo,
E ser pior do que já somos.

Palavras são bonitas,
Elas até lágrimas arrancam de mim,
Mas toda história triste é finita,
Toda ilusão tem um fim...

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

Nenhum comentário: