sábado, 21 de maio de 2016

SINTO O PESO DO TEMPO...

Sinto o peso do tempo,
O peso de tudo que passou,
Já vivi tantos momentos,
Mas sinto que crianças ainda sou.

Sinto que as horas já não são iguais,
Que até o relógio mudou,
Nem os anos duram mais,
E bem cansado já estou.

Sinto saudades das coisas passadas,
Embora nem passadas sejam tanto assim,
É que quando se é jovem não se valoriza nada,
E nem se pensa no quanto tudo tem um fim.

Sinto as tristezas e dores,
As felicidades e alegrias,
Dias negros, cinzas e de cores,
Lembro do que jamais imaginei que lembraria.

Sinto o peso das memórias,
Que me atormentam de manhã,
O medo de ser inútil a minha história,
E de ser como tantas outras, vã.

Sinto que o tempo,
Passa rápido para alguns,
Que nos rouba os melhores momentos,
E que ele, nessa vida de mortais, não perdoa nenhum...

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

Um comentário:

Anônimo disse...

a cada postagem, leva consigo uma pitada de cada ser
de uma forma mencionada seja pra todos ouvirem ou apenas
para nos mesmo. postagem linda..
ótimo poeta e um ótimo escritor. parabéns;
sucesso sempre.