Pular para o conteúdo principal

Postagens

UM PREÇO...

Erros têm preço.
Todos eles, de qualquer natureza.
Erros custam tempo.
Segundos, minutos, horas, dias, meses e anos.
Às vezes, muitos anos.
Erros custam amizades.
E, na verdade, amizades não custam nada.
Por isso, amigos não se compram.
Sabe, talvez é isso.
Erros custam coisas que não se compram.
Custam amor, esperança, paz.
Erros, queridos, custam futuro.
Sim, erros custam caro.
Custam às vezes vidas.
Ou vocês não lembram das tantas vidas que se foram por um alguém.
Quem sabe erros se perdoam, mas, as consequências são irrevogáveis.
Erros quase nunca são pagos na individualidade.
Somos nós, o coletivo, que do de outrem, sofremos o agora.
E agora é um tempo muito extenso.
E assim, de tantos erros, já nem sabemos quem está certo.
Acredito que ninguém está.
Porém, erros custam nossos olhos e ouvidos.
É que erros, custam caro.

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/
Postagens recentes

INVENCÍVEL...

Depois de tanto tempo,
Palavras já não são suficientes,
É que já foram tantos momentos,
E cada um sempre diferente.

Talvez a palavra seja gratidão,
Por tudo o que você me fez,
Aquela que será sempre a minha paixão,
E que com você viveria tudo, tudo outra vez.

São anos de perdas e vitórias também,
E ao seu lado é sempre tão melhor,
Minha pequena que sempre me fez bem,
E todos esses anos nunca me deixou se sentir só.

Sabe, vida!
(Que assim que tenho lhe chamado),
Sempre tratamos nossas feridas,
E sempre, senti-me tão amado.

Você é uma mulher incrível,
Não mais aquela menina,
Mãe, amiga, esposa invencível,
Que sempre tanto me ensina.

Sei que ninguém me amará,
Amar desse seu jeito,
Só tenho a vida pra tentar recompensar,
Por cada instante tão perfeito.

Um dia já fui só eu,
Com o tempo fomos nós dois,
E com os presentes que ganhamos de Deus,
Somos como a carne, feijão, farinha e o arroz.

Somos família completa,
E você é a culpada,
E uma coisa, amor, é certa,
Você será pra sempre minha pri…

SOBRE DIZER ADEUS...

Adeus é algo que não se aprende.
Pois adeus é impossível de ser ensinado.
Com ele se convive.
Suporta-se.
Não é como perder em uma viagem um bem querido.
Adeus dói.
A certeza de sua vinda não nos cria expectativas, e talvez por isso, e não só, nunca estamos preparados.
O adeus não é algo que a razão entenda. E, embora a gente possa pensar exaustivas horas a respeito até termos enxaqueca, adeus não é compreensível.
Adeus se convive.
Apenas, convive-se.
Ele traz culpas, medo e dúvidas.
Milhares e milhares de incertezas.
Porque QUANDO SE DIZ ADEUS, NINGUÉM TEM CERTEZA DE NADA.
Aliás, somente e tão somente, a certeza de ter que dizer adeus.

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

IMPOTÊNCIA...

Impotência...
Não ser capaz de tirar a dor de um amigo e dizer que tudo vai ficar bem.
Não ser capaz de fazer com que alguém esqueça aquele dia que outro alguém lhe violou.
Não ser capaz de dar comida ao que tem fome, cobertor a quem tem frio e água ao que tem sede.
Impotência...
É não poder salvar a todo aquele que se embriaga diuturnamente como se o álcool fosse alimento.
É não poder dar a toda criança aquela boneca famosa ou um carrinho de controle remoto.
Impotência...
É se importar tanto e isso lhe causar tanto sofrimento por não poder fazer absolutamente nada.
É não ser capaz de dizer ao mundo que nossas crianças precisam de proteção.
Impotência...
É ver que todos só querem a sua fatia do bolo, e não ser capaz de dizer que o bolo é limitado...

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

P.S.: Sinto que não está completo, afnal todos nós temos nossas impotências e, metaforicamente, como as manhãs, elas se renovam...

OS DIAS QUE VIRÃO...

Haverão dias que não teremos tempo,
De explicar o que aconteceu,
Dias que o silêncio,
Será o único discurso do nosso eu.

Dias em que nada,
Fará assim tanto sentido,
Em que a palavra inflamada,
Não arderá ao nosso ouvido.

Serão dias tão curtos,
Que alguns esqueceremos,
As árvores terão seus frutos,
Mas nós já não os comeremos.

Toda madrugada será noite,
Toda tarde será manhã,
Toda crítica será um açoite,
Toda certeza será vã.

Chegarão dias que de tão estranhos,
Na verdade dias não serão,
E as gentes de todos os tamanhos,
Ao contrário sim, caminharão...

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

MINHA RELIGIÃO...

A minha religião não tem partido político.
Ela é de um Reino que não é deste mundo.
A minha religião não se importa com a roupa que estou vestido.
Meu corpo físico se tornará pó, pois do pó foi tomado.
A minha religião não exclui pecadores.
Reprova-se o pecado em nossas vidas, pois ele nos afasta do nosso Deus.
A minha religião não tem uma placa, não tem título, não tem face.
Nosso líder nunca fundou uma igreja, uma catedral ou um centro de macumba.
A minha religião não grita aos quatro ventos que estamos certos.
Temos a convicção que a verdade nos libertou.
A minha religião não possui templos ou endereço.
Aquele que seguimos não habita em construções feitas por mãos humanas.
A minha religião é leve.
É doce.
É simples.
É pura.
É amável.
Constrange-me.
Resgata-me.
Preenche-me.
Esconde-me.
Transforma-me.
Liberta-me.
A minha religião, senhores, é JESUS CRISTO.

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

POR FAVOR NÃO DESISTA, VIVER VALE MUITO A PENA...

Por favor não desista, Viver vale muito a pena,
Lute e outra vez persista,
E a dor amanhã será pequena.

Não ponha fim a sua vida,
Há um futuro além da dor,
Embora doa tanto ainda,
Esse passado que lhe marcou.

Não sofra assim sozinho,
Conte tudo pra alguém,
Até o abismo tem um caminho,
E que nunca termina bem.

O amanhã será melhor,
O hoje será lembrança,
Não pense que no mundo és tão só,
E que não, não há esperança.

Tire o pensamento mal,
Seu problema é de verdade,
E nesse mundo tão real,
Há sim uma porta para a felicidade.

Peço novamente,
Não desista por favor,
Lembre-se que dentro da gente,
Há uma força que nunca nos deixou.

Sua vida é valiosa,
Sempre há quem lhe ama,
Sim, viver é coisa perigosa,
Mas para viver, Deus hoje te chama.

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

CONSELHOS...

Na próxima vez que puder tomar banho na chuva, tome sem medo.
Quando tiver a chance de abraçar, abrace o mais forte que puder.
Se tiver a chance de chorar, faça-o copiosamente e só enxugue as lágrimas quando já não quiser mais chorar.
No dia que fores partir, dê o adeus mais pleno e longo que puder.
Na ausência de um assento, sente-se no chão e contemple o mundo do melhor lugar.
Ao ter insônia, planeje o amanhã e revise o plano inúmeras vezes. Provavelmente, tudo será como você pensou.
Se fores se vingar, não se vingue. Se tornarás pior do que aquele que te feriu.
Se fores viver, sobreviva. É o mínimo que podes fazer com essa dádiva tão ímpar.
Quando quiseres aprender algo novo, aprenda a amar.
No dia que não puder fazer nada, seja o silêncio. No fim de tudo é só o que restará.

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

P.S.: Mais um daqueles textos que sinto que não terminei...

UMA CANÇÃO BEM DIFERENTE...

Aquela pessoa que te prometeu, a terra e o céu,
Te fez acreditar que era amor de verdade,
Te fez provar o gosto amargo do fel,
E mostrou o lado escuro da solidão e da saudade.

Aquelas palavras bonitas demais,
Aqueles abraços, sempre tão quentes,
Hoje não te arrepiam mais,
Olhar uma foto já é bem diferente.

Os sonhos que te fez sonhar,
E que só viraram pesadelo,
Tão certa de que aquilo era amar,
Mas nos olhos viu agonia e desespero.

Promessas são de vidro,
Palavras de algodão,
Esforço não é preciso,
Pra perceber que tudo é em vão.

Em quem ou no que acreditar?
Se entregar de novo intensamente?
Quando o lápis apontar,
Escreva uma canção bem diferente...

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/

TUDO VAI FICAR BEM...

O que dizer agora?
Dizer que tudo vai ficar bem,
E querer que a vida vá embora,
Não acaba a dor de ninguém.

Dizer que essa fase difícil passa,
Mesmo que você não acredite,
Sei que não há o que se faça,
Pra que entendas que esse não é o seu limite.

Você é mais forte do que imagina,
E não, não está sozinha,
Têm tantos que a amam ainda,
Se precisar, sua luta também é minha.

Conte comigo quando se sentir só,
Pra qualquer coisa que precisar,
Lembre-se que a força que no mundo é maior,
Deus, está a tudo controlar.

Autor: Oziel Soares de Albuquerque
www.ozielpoeta.blogspot.com/